04 junho 2009

O que é a "Homossexualidade"?




Para começo de conversa, vamos dar nomes aos bois, ou melhor, aos "veados". Aliás, esta é uma primeira questão: porque apelidaram os homossexuais de veados? É só no Brasil que existe esta associação entre o animal veado e o homossexual: na Europa o veado representa a masculinidade e é até símbolo nacional de alguns países. Será que relacionaram o gay ao veado porque se trata de um bichinho elegante, fino, "fresco", de andar delicado igual o Bamby dos filmes de Walt Disney? Ou porque na natureza os veados machos andam sempre juntos e transam entre si? Em Pernambuco chamam os gays de frango, no Rio de Janeiro de boiola, no Maranhão de qualira, no Ceará de baitola, na Bahia de chibungo, nas academias de musculação os "muleques" chamam de tia, etc, etc.

Tem mais de 60 nomes diferentes usados pelo povão para descrever nossa categoria, quase todos usados mais como insulto do que nome próprio. A palavra HOMOSSEXUAL é a mais antiga de todas e significa "sexo igual", sendo portanto aplicável tanto para o homem que transa com homem (gay) como para a mulher que transa com outra mulher (lésbica). É uma palavra universal, criada em l869 pelo jornalista gay-húngaro Benkert. Portanto, homossexual é quem ama e sente atração pelo mesmo sexo.

HETEROSSEXUAL é o contrário: quem gosta do sexo oposto, e BISSEXUAL é o que transa com os dois sexos. Existem portanto três formas predominantes de orientação sexual: a mais praticada que é a HETEROSSEXUALIDADE, seguida da BISSEXUALIDADE e da HOMOSSEXUALIDADE. A palavra GAY também é sinônimo de homossexual: é um termo que já existia no português antigo com o mesmo significado atual: gay significa "alegre" - (de gaiato) - muito embora nem sempre a gente tenha motivo para ser chamado de "rapaz alegre", tantas são as amarguras que temos de enfrentar nesta sociedade heterossexista.

Todos nós nascemos machos ou fêmeas. É a sociedade que vai nos definir como homens ou mulheres. As Ciências Naturais e Sociais garantem que o fato de nascer macho não leva obrigatoriamente o homem a ter atração física pelo sexo oposto. No reino animal, sim, o instinto determina a atração sexual do macho pela fêmea quando ela está no cio. Entre os humanos, cada povo é que vai determinar como vai ser a vida sexual de seus membros, se pode ter uma ou várias mulheres, se os jovens vão poder ou não transar antes do casamento, se a homossexualidade será aceita ou condenada, se vão castrar alguns rapazes para serem eunucos, etc

Pesquisas científicas revelam que 64% das sociedades humanas aceitam o homossexualismo e 36% condenam o amor homossexual. Infelizmente fazemos parte desta minoria de sociedades onde os direitos humanos dos gays e lésbicas não são respeitados. Mas há exemplos de outros povos, como a Grécia antiga ou a Suécia, Dinamarca e outros países civilizados, onde os homossexuais são respeitados e protegidos pelas Leis.

Estas informações têm como objetivo exatamente demonstrar que o preconceito contra os gays e lésbicas se baseia na ignorância, que discriminar os homossexuais é tão cruel e desumano como o racismo, e que se o Brasil quiser se tornar um país civilizado, tem de imitar não o Irã ou Iraque, onde a lei manda apedrejar os homossexuais e as mulheres adúlteras, mas deve tomar como modelo os países mais civilizados da Europa onde gays e lésbicas são tratados com os mesmos direitos de cidadania das demais pessoas.

Estas informações podem ajudar você e outras pessoas a construir um mundo melhor, com menos violência e ignorância, onde, como dizia o poeta bissexual Fernando Pessoa, "o amor que é essencial, o sexo um acidente: pode ser igual, ou pode ser diferente!"

Fonte: GGB

6 ...Comente!:

Ernani Netto disse...

Cada um ama do jeito que bem entender!

Eu não sou mas se fosse ia querer mais que todos se explodissem com seus preconceitos!

O que vale é ser feliz!

Bjaum

Diego Hatake disse...

Muito bom o post! Adorei! ^^v

pimenta disse...

Muito bem dito!
Sabe porque tantas piadas de que os gauchos são gays?Porque há muito tempo atrás,os filhos dos estancieiros ricos de Pelotas iam estudar na europa,de onde voltavam educados e elegantes,contrastando com o povo grosso e pobre da campanha sulista.
E eles não perdoaram a diferença cultural,e assim surgiu a tradição de dizer que gaucho é gay.
Assim o populacho rancoroso se vingava dos letrados e com costumes europeus.CRUZA DE HOMOFOBIA E RANCOR.E olha a quanto tempo persiste.
Aqui EM HK é bom de ver.A homosexualidade é coisa normal.
BJO

Fernanda disse...

Cada um amo á sua maneira.

angel disse...

Interessante o post...
Sou lesbica, nunca sofri preconceito,
mas realmente vemos situaçoes horriveis...
O que uma pessoa faz entre 4 paredes nao julga seu carater na sociedade...
triste ver como ainda existem pessoas tao ignorantes

Lééo =.D disse...

É... Jápassou da hora do MUNDO acordar, aliás, do Brasil.. gente, amor não se mede, amor não se compra, amor se sente, se conqista.. Sou homossexual assumido, na escola vivo ouvindo "gayzinho, florzinha" pra lá, pra cá, "bixinha, veado, bamby, donzella," e tudo mais que possam imaginar.. Porém, a minoria que anda comigo, ainda me respeita, e foram essas minorias, que perceberam que Amor, não se escolhe raça, cor, língua ou religião, eu simplismente amo alguém do mesmo sexo que eu, e o Brasil tem que se acostumar com isso, querendo ou não, pois tem muitos Gays a fora nesse país, que mtos nao sabem de sua sexualidad,e más eles estão ajudando no crecimento de um país melhor.. PRECONCEITO É OPINIÃO SEM CONHECIMENTO.. SAIA DESSA !!

Parabéns pelo Post lindas, nem todo mundo consegue entender que antes de tudo, somos ser humano, e assim como qualquer outro, temos sentimentos !!