12 abril 2009

Sem noção, eu?

As pérolas que falamos sem perceber podem virar grandes gafes. Cuidado



É impossível negar que o mundo está ficando casual. Estamos cada vez mais informais na maneira de vestir, falar e até de nos relacionar. O impacto deste fenômeno é enorme, e é ele um dos responsáveis por estarmos cada vez mais sujeitos a cometer gafes. As relações foram ficando tão casuais e tão relaxadas, que chegamos a uma falsa impressão de somos amigos de todos e que podemos falar ou perguntar qualquer coisa porque o outro não vai se importar.

"Perguntar não ofende", diz o ditado. Será mesmo?!

Alguns comentários e perguntas não deveriam ser feitos a ninguém - seja aos amigos mais íntimos ou a pessoas que você acabou de conhecer. Ultrapassar alguns limites pode nos fazer parecer rudes e até mesmo cruéis.

Veja a seguir uma lista de alguns dos comentários e perguntas mais "sem noção" que podem ser feitos:

"Nossa, o que você fez com o seu cabelo?! Eu gostava mais antes!"

Nem pense em ser honesta a esse ponto! Se sua melhor amiga perguntou sua opinião sobre o novo corte ou cor de seu cabelo, você pode até ser sincera, mas com muita delicadeza. No entanto, a mentira social (aquela que pode e deve ser usada para não causar constrangimento a terceiros) cabe muito bem nestas situações. Se desconfiar que sua amiga quer só ouvir um "ficou lindo", para reafirmar sua decisão, dê isso a ela. Diga que gostou em pronto - infelizmente, nem todo mundo está pronto para lidar com a verdade.

"Você deu uma engordadinha, né?"

Este é o tipo de comentário que praticamente ninguém gosta de ouvir. Mesmo que não tenha engordado um grama. Quem o faz nunca se beneficia em nada, será sempre visto como maldoso e até invejoso!

"Colocou silicone?!" ou "Esse seio é seu ou você colocou?"

Claro que é dela, seja feito pelo papai do céu ou por mãos de um talentoso cirurgião plástico, o seio é dela! E ninguém tem nada a ver com isso. Se quer perguntar a uma amiga ou conhecida se colocou silicone, seja muito discreta e faça isso de forma delicada, nada de sair comentado alto, em frente a todo mundo, afinal esse é um tema extremamente pessoal.

"Você mudou de emprego, né? Quanto está ganhando?" ou "Nossa que blusa linda! Quanto custou?"

Nem pense, amiga maldosa! Essas perguntas só nos fazem parecer interesseiras. E no caso do salário, podemos ficar rotuladas como invejosas!

"Não me admira que você adorou essa minha bolsa, paguei R$ 2000!" ou "Eu não estou ganhando R$ 10.000 por mês à toa, meu bem..."

Por outro lado, sair falando para todo mundo quanto você paga naquilo que compra ou quão bem sucedida você é por causa do seu salário, não é menos sem noção que sair perguntando aos outros. Não vivemos numa sociedade que aceita bem este tipo de ostentação. Além do que, parece que você está tentando se auto-afirmar a todo custo!

"Posso copiar?"

Diz você a alguém que acabou de lhe mostrar um trabalho super bem feito, que demandou horas e muito esforço para ser finalizado. Você não tem o direito de pedir para copiá-lo. E a pessoa tem todo direito de dizer não. Por mais interessante que o trabalho seja, não caia na tentação, ok? Você pode elogiar e tudo mais, e se a pessoa achar que deve, pode lhe oferecer uma cópia.

É isso, querida maldosa! Vamos ficando por aqui, mas se você se lembrar de outras pérolas, enriqueça nossa lista colocando-as nos comentários sobre a coluna.

Beijo grande a até a próxima!

3 ...Comente!:

DESIRE disse...

Olá, Maldosas..."posso copiar"? Rssssss
Brincadeirinha, não se assustem!
Beijos prometidos

meuladocontido disse...

E quando perguntam a alguma gordinha se ela está grávida?

Que atire a primeira pérola que nunca a soltou. Uma vez que seja. (rs)
O meu mal é que nem sempre seguro o riso... Mas aprendi a controlar

Beijão

Laivine disse...

É simples, basta não abrir a boca para falar qualquer coisa que você não gostaria de escutar e tudo deve ficar bem!
=]

Abraços.